A gestão de lojas de motopeças possuem uma particularidade em sua administração que vale a pena destacarmos em uma abordagem mais ampla. Muitas empresas apresentam dificuldades no controle de estoque, porém neste segmento a dificuldade maior está na diversidade de peças que podem, em muitos casos, serem má administradas enquanto o vendedor não conhece a variedade de aplicação de cada modelo. Por exemplo podemos citar que uma determinada lâmpada de um farol pode ter a aplicação em diversos modelos e marcas. O desafio está em não cadastrar mercadorias com nomes diferentes, acarretando a duplicação destas peças no estoque sem necessariamente se tratar de peças diferentes.

O maior desafio está na gestão da entrada de notas no sistema, o que pode ser de forma manual ou usando a importação de arquivos XML. Sendo assim, a referenciação assertiva deste produto já previamente cadastrado, facilitará as demais funções e orientação ao vendedor no momento em que for realizar a consulta de venda. O sistema deverá ser capaz de indicar peças semelhantes, os códigos de referências entre diversos fornecedores.

Pensando nesta organização, elementos fundamentais além de não ter cadastro de peças duplicadas, passa a ser produtos correlacionados na hora de se realizar a venda. Além desta premissa de relacionarmos assertivamente a gestão de estoque, se faz necessário também a classificação de estoque com os grupos e subgrupos relacionados. Assim a gestão de estoque ficará bem mais fácil e propiciará diversas análises tais como: giro de estoque, custo de compra x custo de venda, formação do preço de vendas e demais aplicações que o gestor poderá contar em uma ferramenta de gestão. Clique aqui e leia o post sobre custo de compra x venda. 

Exemplos de grupos e sub-grupos de produtos:

Grupos x Sub-grupos

Grupo Acessórios – Sub grupo Luvas
Grupo Acessórios – Sub grupo Capacetes
Grupo Acessórios – Sub grupo Calças
Grupo Acessórios – Sub grupo Botas

Outro ponto importante para as particularidades das lojas de motopeças está também a classificação contábil dos produtos com substituição tributária ou até mesmo com porcentagens diferenciadas das alíquotas de ICMS e demais impostos. A apuração dos impostos para produtos como peças e acessórios são fundamentais para a apuração dos impostos corretamente. Em algumas empresas a apropriação do Bloco K (leia sobre o Bloco K em nosso post sobre o assunto). O responsável pelas entradas de notas fiscais no sistema deverá saber classificar corretamente produtos com Substituição Tributária ou não, número do CFOP, CST ou CSOSN, quantidade por caixa, valor de compra, custo de frete e demais informações.

As vendas acontecerão mais rápido e com possibilidade de maior informação para o vendedor trabalhar o aumento do ticket médio na hora da consultoria de vendas, ou seja, o cliente terá mais acesso a produtos diversificados e terá consequentemente um ótimo atendimento e fidelidade a sua empresa.

Conheça o que o FortePlus Sistema poderá auxiliar na gestão de lojas de motopeças e conheça as principais funcionalidades.  

#lojasmotopeças #gestaodeestoque #gestaofinanceira #gestão de motopeças